Postagens

Mostrando postagens de Novembro 12, 2013

6 SINAIS QUE O ÚTERO DÁ QUANDO ALGO NÃO ESTÁ BEM

Imagem
Para o homem, é fácil ver qualquer feridinha na região genital. Mas para nós, muitas vezes, isso passa batido! Muitas mulheres ignoram um pedido de socorro do útero e ficam vulneráveis a desenvolver doenças como endometriose, mioma, pólipos, sinéquia e até câncer.  Elas são identificadas em exames como o papanicolau e ultrasom transvaginal. Quanto mais tardio o diagnóstico, mais difícil é o tratamento. Por isso, consulte-se com um ginecologista uma vez por ano ou ao menor sinal de problema. Veja como dar a atenção que o órgão mais feminino do nosso corpo merece. 

Sentiu algo? Vá pro médico! 1. Hemorragia ou falta de menstruação:  "Se o fluxo variar muito, sinal de alerta", diz a ginecologista Denise Coimbra, de São Paulo. 2. Dores na hora H: É na penetração ou ela vem do útero? Observe e conte para o médico. 3. Inchaço: É normal apenas antes da menstruação. 4. Cólicas: Se forem fortes a ponto de lhe causar ânsia de vômito, consulte-se. 5. Cheirinho ruim: A secreção vaginal não pode…

SAIBA QUAL O MELHOR ANTICONCEPCIONAL PARA VOÇÊ

Imagem
Se você pode contar seus tios e tias em uma mão, é possível que sua avó tenha feito parte do grupo das pioneiras a gozar, cinco décadas atrás, do maior benefício da pílula anticoncepcional: a escolha de ter filhos. Mas o planejamento familiar tinha um preço doloroso. As usuárias sofriam com inchaço e sensibilidade nas mamas, fruto da retenção de líquidos. E havia outro problema: ao optar pela gravidez, elas esperavam meses até a ovulação se normalizar. Ao longo dos últimos 50 anos, a pílula evoluiu da maneira que as usuárias mais desejavam: manteve o principal benefício (99% de garantia contra a concepção) e equalizou os efeitos colaterais. O segredo foi diminuir em até dez vezes a dose hormonal do primeiro anticoncepcional do mercado, o Enovid 10, lançado em 1960. “Além disso, pílulas de quarta geração oferecem benefícios como a diminuição da cólica menstrual”, diz Achilles Cruz, ginecologista e obstetra do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (U…

TUDO O QUE VOÇÊ PRECISA SABER PARA SER UM VEGETARIANO

Imagem
As mulheres vivem lutando para chegar ao topo: da carreira, dos relacionamentos... Pois bem, saiba que você está no topo da cadeia alimentar: pode comer o bicho que quiser. E não corre o risco de ser comida por nenhum deles - a menos que se aventure em um safári pela África. Se ainda assim você quer abrir mão da sua posição superior e tornar-se uma vegetariana, é questão de escolha. Algumas pessoas fazem isso por acharem que é bom para a saúde, outras porque estão preocupadas com o planeta, algumas têm pena dos animais, os iogues acham que combina com seu estilo de vida, e também não se pode desprezar a companhia durante a refeição - e talvez até depois dela - do rapaz vegetariano de olhos verdes que conheceu naquela balada. Ou a decisão de se tornar vegetariana seja apenas reflexo de sua inteligência privilegiada. Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Southampton, na Inglaterra, mostrou que um QI alto na infância está intimamente relacionado com a conversão de algumas pessoas à…

NOZES CONTRA O CÂNCER DE MAMA

Imagem
Comum em receitas natalinas, esse fruto oleaginoso tem potencial para marcar presença o ano inteiro nas mesas brasileiras. Seus nutrientes - gorduras boas, caso do ômega-3, aminoácidos e algumas vitaminas, como a E - são responsáveis por benefícios como o controle da pressão arterial, a redução da taxa do colesterol ruim, o LDL, e até a cicatrização. Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade Marshall, nos Estados Unidos, comprovaram que uma nova benesse deve ser acrescentada a essa lista: a prevenção do câncer de mama, tipo mais frequente entre as mulheres. O trabalho foi realizado com dois grupos de roedores. Um deles recebeu o que, para nós, equivaleria a 56 gramas - inclusive durante a gestação, através da alimentação da mãe - e o outro nem uma lasca sequer de nozes. Para os que tiveram os pratos salpicados com o alimento, o risco de desenvolver a doença caiu pela metade. E mais: os especialistas verificaram que, entre os que apresentaram esse câncer, o número e o taman…