CHAPINHA SEM RISCO DE QUEIMADURAS


Ficar em dia com a beleza nem sempre é tarefa fácil. E para as mulheres que não abrem mão do cabelo liso, vale lembrar que o uso da chapinha merece alguns cuidados especiais. Além de ser um aparelho elétrico que pode provocar choques e acidentes com a rede elétrica, a chapinha pode levar a queimaduras já que usa o calor para deixar o cabelo liso.
Testa, orelhas e mãos são os lugares mais comuns para ocorrências de queimaduras com a chapinha. Isso porque, quando se está usando o equipamento em seu próprio cabelo, geralmente usamos o espelho e perdemos um pouco as noções de distância e profundidade, diz ao G1 Telma Vatanabe, supervisora técnica do Soho Academy, em São Paulo.
Para evitar acidentes é preciso usar a chapinha sempre na posição correta: a 90 graus do couro cabeludo. Outras dicas são fundamentais. Para usar o aparelho no próprio cabelo, o ideal é preferir chapinhas menores, para reduzir a chance de queimaduras.
Vale lembrar também que a chapinha é muito quente, portanto não deve ser usada no banheiro, um ambiente úmido, e deve ficar apoiada em superfícies que não sejam sensíveis ao calor. Outra dica da especialista é manusear a chapinha com as mãos limpas, secas e sem luvas.
CUIDADOS COM O CABELO
Além do risco de queimaduras, a chapinha também exige atenção porque, se usada sem os cuidados necessários, pode danificar os fios de cabelo. A orientação neste caso é usar a chapinha sempre com o cabelo limpo e seco, com o aparelho a uma temperatura máxima de 180ºC.
Grande parte dos aparelhos mostram a temperatura da chapinha. Essa característica é muito importante no equipamento, diz Telma. Ela explica que, antes de usar o aparelho, deve-se aplicar no cabelo já limpo e seco um líquido antitérmico, geralmente disponível em spray nas perfumarias.
CONSULTA PUBLICA
A fabricação de chapinhas ainda não tem certificação obrigatória do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), mas, devido à ocorrência de casos como o da menina de 12 anos que recebeu uma descarga elétrica enquanto fazia chapinha, em Paulista (PE), o órgão abriu, em 10 de agosto deste ano, uma consulta pública para sugestões sobre aspectos que devem ser levados em conta nessa regulamentação.
A consulta pública fica aberta até 10 de outubro. Depois desse prazo, de acordo com o Inmetro, as pessoas e entidades que enviarem sua colaboração para a proposta serão chamadas a reuniões com técnicos para ajudar a definir a certificação.
A certificação do produto deve ser definida em 2010. Os fabricantes e importadores do aparelho terão até 1º de julho de 2011 para estar em conformidade com os requisitos aprovados. Já os comerciantes terão até 1º de julho de 2012 para adaptação.
Fonte: G1
Data: 28/08/2009

Postagens mais visitadas deste blog

DICAS DE CONGELAMENTO

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

O PODER DE CURA DO ALHO