PEDÁGIO


O que fazer se não há dinheiro para o pedágio ?
Você chega ao pedágio e percebe que esqueceu a carteira ou bolsa. Não tem cheque, cartão de crédito, nada. O que fazer? Há pouco tempo circulou um email informando que o procedimento adotado pelas concessionárias de rodovias seria a emissão de um boleto para o motorista esquecido pagar em 48 horas. Mas as empresas que administram os pedágios nas estradas negam essa informação.
Com a Ecovias, que é responsável pelo sistema Anchieta-Imigrantes e por outras rodovias no litoral paulista, funciona assim: se não houver nenhum meio para o pagamento, uma viatura da própria concessionária é chamada para escoltar o carro e se certificar de que o motorista faça o retorno para o ponto de origem. Isso depois de preencher um cadastro e ter de esperar pela chegada da viatura – ou seja, um transtorno e tanto. Em caso de comprovada emergência (a pessoa foi vítima de um assalto, por exemplo), os funcionários são treinados para avaliar a situação e podem emitir um boleto para pagamento em banco. Mas esse processo também leva cerca de uma hora.
O procedimento da empresa CCR é semelhante. Concessionária do Rodoanel e das rodovias Dutra, Castelo Branco, Raposo Tavares, Bandeirantes e Anhanguera, além de outras no Rio de Janeiro e Paraná, a CCR orienta o motorista a ligar para algum amigo ou parente pedindo auxílio. Caso não se chegue a um acordo, o usuário é escoltado de volta à origem.
Se o motorista não retornar, comete a infração conhecida como evasão de pedágio, que é grave (cinco pontos na carteira) e rende multa de R$ 127. Um troco guardado no porta-luvas para uma emergência vai lhe poupar muita dor de cabeça.

www.vcnotransito.terra.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

DICAS DE CONGELAMENTO

O PODER DE CURA DO ALHO