OS SEGREDOS DA ACEROLA


Originária do mar da Antilhas, América Central, a acerola (ou cereja-das-antilhas) é um arbusto que atinge entre 2m e 3m de altura, que apresenta copa densa. A aceroleira é uma planta de clima tropical, que se adapta bem em regiões de clima subtropical. Temperaturas entre 15ºC e 32ºC, com médias anuais em torno de 26ºC, são as mais favoráveis. Para que a mesma cresça e produza bem, também é fundamental uma adequada disponibilidade de água no solo. Precipitações entre 1200mm e 2000mm, bem distribuídas ao longo do ano, são consideradas ideais. Além disso, a planta é exigente quanto à insolação, que influencia bastante a produção de vitamina C.
As folhas são verde-escuras, brilhantes, pequenas, ovaladas, de 2 a 7,5 centímetros de comprimento por 1 a 6 centímetros de largura.
Flores pequenas violáceas ou rosas, com cinco pétalas. Tem floração durante todo o ano, e após três ou quatro semanas se dá sua frutificação.
A fruta tem uma coloração verde quando em desenvolvimento, passando ao amarelo e finalmente ao vermelho escuro quando maduro, levando aproximadamente 22 dias desde a floração até a maturação. O fruto, pequeno arredondado, quase esférico, apresenta cor forte quando maduro, variando entre os tons alaranjados e púrpura, com um perfume semelhante ao da maçã, com sabor ácido, polpa macia e cheia de suco, envolvendo poucas sementes. Possui vitaminas A, B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), cálcio, fósforo, ferro e principalmente vitamina C, que em algumas variedades, chega a ser de até 5 000 miligramas por 100 gramas de polpa. A fruta é uma das mais ricas em vitamina C, superando em 25 a 100 vezes a quantidade contida na laranja, em uma mesma quantidade de polpa, chegando a ter de 1 a 2 g de ácido ascórbico por 100 g de suco. Este valor chega a ser oitenta vezes superior ao do limão.
É extremamente frágil, permanece no pé por apenas dois dias após chegar à maturação. Os frutos conservam-se apenas 3 dias após a colheita, daí a dificuldade da sua comercialização ao natural. A acerola pode ser utilizada na forma de refresco, suco, xarope, sorvete, balas, cápsulas de vitamina C pura, creme gelado, geléia, compota, bala, néctar e conserva.
Fructificação durante todo o ano, de setembro a março principalmente; colheita manual diária ou em dias alternados. A frutificação se inicia, em média, a partir de dois a três anos de plantio, podendo uma aceroleira produzir de 20 à 30 quilos de frutos por ano.
O Brasil é o maior produtor, consumidor e exportador mundial da acerola. Atualmente a região nordeste do Brasil é a maior produtora de acerolas do país.
O interesse pela acerola teve início nos anos 40, quando descobriu-se suas propriedades medicinais, principalmente o alto teor de vitamina C, o ácido ascórbico. A partir daí ela foi empregada no tratamento da gripe, afecções pulmonares, controle de hemorragias nasais e gengivais, auxiliando também no tratamento de doenças do fígado, aliviar dores musculares e nas articulações, é bom para a irritabilidade, fadiga, perda de apetite, cicatrizante...
De modo geral, fortalece o organismo como um todo e é eficiente no tratamento de anemia. É indicado na dieta de lactantes e gestantes, crianças e adolescentes , desnutridos e convalescentes físicos.
A descoberta das potencialidades medicinais da polpa da fruta mostrou que concentra aproximadamente 100 vezes mais vitamina C do que a laranja e o limão, 20 vezes mais que a goiaba e 10 vezes mais que o caju e a amora.
Além de ajudar na formação óssea do adolescente, é eficaz contra arteriosclerosa, artrite e infecções na garganta, pois contém, cálcio, carboidrato, fósforo, ferro e vitaminas A, B, C.
Aumenta a eficiência física; Acelera a cicatrização depois de cirurgias; Combate infecções, resfriados e reduz ataques cardíacos; Aumenta a resistência imunológica e favorece a melhoria da elasticidade da pele, prevenindo o aparecimento de rugas; Evita a irritabilidade, a fadiga, a perda de apetite; Diminui as dores musculares e articulares...
www.portalsaofrancisco.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

DICAS DE CONGELAMENTO

O PODER DE CURA DO ALHO