AMOR É O MELHOR REMÉDIO

Vômitos, dor de estômago, alergias... Voçê já ouviu falar em doenças de fundo emocional? Pois elas existem e voçê pode ajudar seu filho a combatê-las.
Sabe quando seu filho tem uma dor insistente que nunca passa?
Esse sintoma pode ter um fundo (chamadas doenças psicossomáticas) são causadas ou agravadas por problemas da mente.
"Esse tipo de mal já foi comprovado em diversos estudos. Essas doenças surgem por causa de questões mal resolvidas na família ou na escola", afirma a psicopedagoga Eliani Pisani. Vômitos, crises de gastrite, garganta irritada, dor de cabeça e alergias são alguns dos sintomas que aparecem nas crianças.
É importante voçê saber que seu pequeno não inventa dor: ele realmente a sente. "O problema de fato existe, é verdadeiro. E, muitas vezes, até se prolonga", conta a médica pediatra Aneti Colucci, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Conheça as doenças emocionais mais comuns e aprenda a lidar com elas. Enetender a situação da criança torna a cura mais fácil. Mas não deixe de levar seu filho ao médico e siga o tratamento indicado. É o mais importante: dê á criança paciência e amor - coisas que voçê tem de sobra!
AS DOENÇAS MAIS COMUNS NAS CRIANÇAS
GASTROINTESTINAIS
Mais comuns - Diarréia, prisão de ventre, vômito e gastrite.
Possível causa - Agriança não consegue digerir situações do dia a dia.
Como agir- Fale com seu filho para saber se le está com algum problema.
CRÔNICAS
Mais comuns - Dor nas costas e dor de cabeça.
Possível causa - A criança que vive situações estressantes sente mais dor.
Nessas horas, o cérebro libera uma substância que diminui o bem-estar.
Como agir - Procure descobrir se ela tem vivido desgastes emocionais. Tente ser menos exigente com ela.
RESPIRATÓRIAS
Mais comuns - Asma, bronquite e alergias.
Possível causa - Problemas emocionais podem prejudicar a produção de substâncias que ajudam na respiração.
Como agir - Não adianta se desesperar. Seja mais paciente com ela e tente evitar que ela acompanhe algum momento estressante em casa, como brigas entre voçê e seu marido.
DERMATOLÓGICAS
Mais comuns - Queda de cabelo, psoríase e herpes.
Possível causa - A pele é cheia de terminações nervosas. Por isso, é sensivel aos conflitos emocionais. Filhos ansiosos e estressados tendem a desenvolver esses problemas.
Como agir - Fique atenta, porque a autoestima dele pode estar baixa.
QUANDO O PROBLEMA É A ESCOLA
É na escola que seu filho fica boa parte do dia. Se não for um período agradável, ele pode desenvolver uma doença como defesa. " Se a crinaça tiver dor de barriga ou de cabeça na hora de ir para a escola, fique atenta", revela Eliane Pisani.
Converse com a professora e descubram juntas a causa do desconforto - pode ser rejeição dos amiguinhos, por exemplo. Ou faça um teste. Em vez de levá-lo á escola, convide-o para outro programa. Se ele não sentir nada, o problema pode estar no colégio. E talvez seja até o caso de mudá-lo de escola.
TEM IDADE PARA ISSO APARECER?
Não existe uma idade para as doenças de fundo emocional surgirem, mas elas têm fases de desenvolvimento. Por exemplo, as alergias são mais comuns até os 7 anos de idade. Já na adolescência, os maiores riscos são de bulimia e anorexia, por causa dampressão social por um corpo magro. Outra coisa que pode acontecer é de um mal afetar seu filho na infância e voltar na adolescência. "Algumas crianças desenvolvem bronquite na infância porque se sentem sufocadas pelos pais ou pessoas proximas. Quando se tornam jovens, a doença se manifesta de novo por causa de relacionamentos amorosos sufocantes" .
07 DICAS PARA A SAÚDE DO SEU FILHO
01 - Reserve tempo para ficar com os filhos .
02 - Cultivem o hábito de conversar.
03 - Organize as tarefas da semana para poder almoçar ou jantar co a família toda reunida.
04 - Divida as tarefas diárias entre todos, para não sobrecarregar ninguém.
05 - Arrume horários diários para lazer ou para não fazer nada.
06 - Ouça o que seus filhos estão dizendo.
07 - Lembre-se: só o amor não sustenta, mas sem ele ninguém vive.
FONTE: Revista Ana Maria.

Postagens mais visitadas deste blog

O PODER DE CURA DO ALHO

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

DICAS DE CONGELAMENTO