GOTA



O acúmulo de ácido úrico no sangue, tanto pela produção excessiva quanto pela eliminação deficiente da substância, é sinônimo de gota. a doença atinge mais aos homens, geralmente depois dos 50 anos. No tentanto, as mulheres também podem sofrer com o problema depois dos 60 anos.

Segundo a reumatologista Cristiane Hernandez, existem duas formas da doença : a aguda quando ocorre a primeira crise, que pode durar de 3 á 10 dias; e a crônica que é a evolução da doença após crises que não foram tratadas.

A gota aparece quando o mecanismo responsável pela excreção do ácido úrico do organismo não funciona e ela passa a se acumular no sangue e nas articulações, formando cristais. Para detectá-la é preciso realizar exame de raio-x e hemograma.

Em geral, o mal aparece no pé, mas pode ocorrer em qualquer articulação do corpo, como joelhos e cotovelos. "Os sintomas mais comuns são inchaço, dor nas articulações, calor e eliminação dos movimentos", explica a médica.

"Apareceu um caroço no meu joelho que causava uma dor insuportável. Eu não conseguia levantar da cama, qualquer coisa que encostasse no local doía demais", Conta Gustavo Santos, técnico em contabiliadae que descobriu a doença há três anos e até hoje precisa controlar a alimentação e tomar remédios.

A doença não tem cura, mas é fácil de tratar, exigindo que o paciente esteja atento ao que come. Isso porque os fatores que podem desencadear uma crise de gota são a ingestão excessiva de álcool - principalmente vinho tinto e cerveja - e o consumo de muita carne vermelha e tomate. Além disso, traumas físicos e o uso de medicamentos diuréticos também podem desencadear a doença.

COMO TRATAR A GOTA

* A alimentação deve ser controlada, evitado o consumo de carnes vermelhas, tomates, vísceras e mariscos, entre outros.

* O tratamento preventivo consiste basicamente na mudança de hábitos alimentares e realização regular de exames de sangue e urina.

* Quando a prevenção não é suficiente é preciso usar medicamentos, como antiinflamatórios e corticóides.

* Durante a fase aguda, "o período para se controlar a crise dura cerca de uma a duas semanas e é feito o uso de medicamentos específicos. Já no processo crônico não existe um prazo determinado para combater o problema" explica a reumatologista Cristiane Hernandez.

FONTE: Jornal Massa.

Postagens mais visitadas deste blog

O PODER DE CURA DO ALHO

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

DICAS DE CONGELAMENTO