segunda-feira, 3 de maio de 2010

COUVE CHINESA


A PREFERIDA DO ORIENTE
A couve chinesa é uma Brássica, assim como a couve-flor, a couve-comum, o brócoli e o repolho. Também chamada de repolho chinês, é muito nutritiva. É uma excelente fonte de ácido fólico (importante para a formação do sangue), vitamina A, vitaminas do grupo B e cálcio. Também fornece vitamina C e potássio. Como é pobre em calorias, pode ser usada em regimes de emagrecimento. A couve chinesa provavelmente é originária da China e vem sendo consumida na Ásia desde o século V antes de Cristo. Introduzida no Brasil no começo do século XX, muitas vezes é chamada erroneamente de acelga, que é uma outra hortaliça, pertencente à família da beterraba.
COMO COMPRAR
Os melhores preços da couve chinesa no mercado do Distrito Federal são alcançados de junho a outubro. A couve chinesa possui as folhas enrugadas, de cor verde bem claro, arranjadas umas sobre as outras formando a cabeça de formato alongado. As folhas mais externas são naturalmente mais escuras do que as folhas internas e os talos são brancos. O peso da cabeça varia de 3,5 a 5,0 Kg. Escolha as cabeças mais compactas. Verifique se na parte inferior da cabeça, existem áreas com cor creme ou amarronzada, indicando um início de apodrecimento nesta região, pois em geral este se estende ao interior da cabeça. Coloque-a por cima das demais compras e manuseie com cuidado, pois os talos e folhas da couve chinesa são quebradiços, escurecendo e apodrecendo rapidamente quando danificados.
COMO CONSERVAR
Em condição ambiente a couve chinesa murcha rapidamente, tornando-se inapropriada para consumo. Pode ser mantida em geladeira, embalada em filme de plástico por uma semana. Antes de guardá-la remova as folhas murchas, sujas ou danificadas. Para facilitar o acondicionamento da cabeça da couve chinesa na geladeira, retire as folhas de fora, pique-as e armazene em vasilhas de plástico e cubra a parte restante com filme plástico. Utilize primeiramente as folhas picadas, que se estragam mais rapidamente. Somente lave e higienize as folhas antes do preparo do prato. Para congelar, separe as folhas, faça o pré-cozimento em água fervente por 2 minutos, ou com vapor por 3 minutos. Em seguida, faça o resfriamento colocando a couve chinesa em água com gelo. Escorra bem a água, coloque a couve chinesa em saco ou recipiente de plástico e leve ao congelador. Nesta condição, pode ser armazenada por até 3 meses.
COMO CONSUMIR
As folhas e talos podem ser consumidos crus ou cozidos. Seu uso é comum na cozinha oriental na forma de sopas e empanados. Também é um ingrediente importante do sukiyaki, espécie de refogado, feito com pedacinhos de carnes fritos na hora, com hortaliças como couve-chinesa, cebola, repolho e pimentão, temperados com molho de soja (shoyo), saquê, açúcar, e aji-nomoto. Além disso pode ser utilizada em lasanhas no lugar do macarrão, no recheio de tortas, bolinhos e pizzas, em sopas, misturada com arroz e em croquetes. Quando crua, é utilizada no preparo de saladas, substituindo ou acompanhando outras hortaliças folhosas como chicória, agrião ou alface. Para utilizar o produto congelado coloque-o em água fervente com sal ou refogue diretamente durante o preparo do prato.
DICAS
As folhas internas são ideais para o preparo de saladas, por serem mais tenras;
Para utilizar as folhas inteiras para fazer lasanha, faça o pré-cozimento em água fervente por 2 a 3 minutos para folhas mais duras e 1 a 2 minutos para folhas mais novas; assim será mais fácil preparar o prato.
Temperos que combinam com couve chinesa: azeite, limão, cebola, orégano, tomilho, pimenta, alho, salsa, coentro.
www.cnph.embrapa.br