SAIBA IDENTIFICAR OS SINTOMAS DO TOC EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Excesso de ordem ou limpeza e medo de contaminação são alguns dos sinais da doença
Excesso de ordem ou limpeza e medo de contaminação são alguns dos sinais da doença
Comportamentos repetitivos, como querer levar sempre o mesmo brinquedo para o banho ou preferir que os alimentos sejam organizados no prato, são característicos de algumas fases do desenvolvimento infantil. Mas, se a não realização de certos rituais do dia a dia começar a causar sofrimento, interferir nas atividades ou tomar muito tempo do dia da criança, pode ser que ela tenha TOC (transtorno obsessivo-compulsivo), um distúrbio psiquiátrico de ansiedade, que se manifesta pela presença de obsessões e/ou compulsões.
O aparecimento do transtorno na infância e na adolescência é mais comum do que se imagina, principalmente entre o sexo masculino. Segundo a psiquiatra Roseli Shavitt, coordenadora do Protoc (Programa Transtornos do Espectro Obsessivo-Compulsivo) do IPq-HCFMUSP (Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo), cerca de 80% dos casos de TOC tratados na fase adulta se iniciaram antes dos 18 anos, mesmo que de forma mais leve.
"Essa doença começa a aparecer quando a pessoa é muito jovem. No caso dos meninos, o início, normalmente, acontece antes dos dez anos. Entre as meninas,  é mais comum no final da adolescência e início da vida adulta", afirma a especialista.
Pesquisas indicam que o transtorno atinge entre 1,9% e 4% das crianças e adolescentes, mas o psiquiatra Vladimir Bernik, coordenador da equipe de psiquiatria do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, de São Paulo, diz ser muito difícil precisar quantos têm a doença, pois os pais costumam perceber os sintomas tardiamente.
De acordo com a psiquiatra Renata Bataglin, do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, também na capital paulista, não há um consenso sobre como determinar quando se dá o aparecimento do TOC. "A maioria dos estudos considera o surgimento dos sintomas como a idade de início do transtorno. Outros consideram o começo a partir do incômodo causado pelos sintomas ou da primeira vez em que o paciente procurou ajuda profissional."

Quais as causas?

O TOC acontece devido a alterações autônomas no funcionamento de algumas regiões do cérebro. Um estudo, publicado em 2000 no jornal "Archives of General Psychiatry", mostrou que, enquanto o índice da população com o transtorno é de 2,7%, entre pessoas que têm familiares com a doença, o nível sobe para 11,7%. A pesquisa mostra, ainda, que o período de maior risco para que o TOC surja começa na infância e vai até meados da fase adulta.
De acordo com Bernik, além da hereditariedade, a incidência dos sintomas pode aumentar quando a criança recebe, desde cedo, uma educação muito rígida. Fatores traumáticos, como a separação dos pais, casos de abusos, bullying na escola ou a ocorrência de alguma doença grave na família, podem desencadear a doença, se a criança tiver um fator genético associado, explica Renata.
Fonte:uol.com.br

Postagens mais visitadas deste blog

DICAS DE CONGELAMENTO

COMO DESFIAR FRANGO CONGELADO NA PANELA DE PRESSÃO

O PODER DE CURA DO ALHO